13 de dez de 2010

O encontro inesperado

"Que saudade que eu tava de ouvir o meu amor no rádio. Não há um mísero dia que eu não sonhe com essa voz rouca e macia. Sonhar é pouco, imagino o beijo e ele falando coisas no meu ouvido. Essas férias dele quase me mataram. Uma semana de absoluta saudade e solidão".

- Bom dia, Julieta...

- Juju, mãe.

- Julieta Cristina, trouxe tuas roupas pra guardar. Qual é a boa pro final de semana?

- Tem festa à fantasia e...

- Que máximo, faz tempo que não vou a uma festa à fantasia, bem que poderíamos...

- Mãe, eu disse que EU vou. EU.

- E eu to dizendo que quero ir, algum problema?

- Sim, tu é minha mãe.

- E tu é minha filha. Devo ir vestida de Mulher Maravilha. Ela é a minha cara.

- Mãe, não é festa do ridículo.

- Me respeita, guria!

- Pode dar licença? Quero ficar sozinha.

- É bom mesmo, reflita.

Óóóódio, Minha mãe acaba comigo. Poxa, tava louca pra ir nesta festa. Curiosíssissíssíssima pra saber quem é o DJ surpresa. Não acredito que a minha mãe vai ir. Ela sempre me esfola a cara de vergonha.

"Deus, se tu existe, dá juízo pra minha mãe!?!?! Juro que não peço mais nada pro resto da vida".

"Caraleo, vou nessa festa nem que seja morta. Preciso de uma boa fantasia pra nem minha mãe me reconhecer. Perfeito! Nada como um havaiana velho, uma calça de abrigo suja e rasgada. Peraí, a tira do havaiana merece um remendo pra garantir que nada dê errado. Camiseta desbotada e manchada pra dentro das calças, ok! Boné, dentes devidamente careados, opa, pintados, maquiagem pra me parecer mais velha, ou melhor, velho. Pelo amor de meu útero, que eu nunca conheça um homem tão feio quanto eu estou. É o quadro da dor na moldura do desespero. Acho que a mãe vai se incomodar um pouco. Pressinto."

Três horas depois, já na festa...

"EU NÃO ACREDITO! SIMPLESMENTE O MUNDO CONSPIRA CONTRA A MINHA PESSOA! O DJ da festa... é ele, o amor da minha vida. Tá ali na minha frente o cara que eu sempre sonhei. Ele, que a voz já me faz desmaiar. Preciso convencer a mamãe a me ajudar. Mamãe? Eu falei mamãe? Ai, ainda bem que só pensei".

- Mãe, tu precisa me ajudar.

- Julieta, é você? HAHAHAHAHA

- Mãe, tô desesperada.

- Tu tinha me avisado que não era festa do ridículo, mas parece que esqueceu.

- Não brinca, tô sofrendo, me ajuda!

- O que foi, meu anjo?

- Mãe, o Dj da festa é meu sonho de consumo, há tempos, como vou conhecer ele desse jeito?

- É, tu vai espantá-lo.

- Tu não entendeu. Quero que troque de fantasia comigo.

- Sai pra lá, jacaré. Te vira!

- Poxa mãe, tu não faz nada pra me ver feliz, né?

- Pressão psicológica, agora?

- Longe disso, queria que essa noite fosse perfeita.

- Ó, minha filha, meu docinho. Dá aqui um abraço, eu vou te ajudar. Vamos no banheiro.

- Obrigada, mãe... Precisamos mesmo ir de mãos dadas?

- Tu quer que eu me arrependa de te ajudar?

- Não. Já estou bastante envergonhada por hoje.

- Uhuu, casalsinho bacana, hein?! A Bela e a Fera.

"Ai não, eu conheço essa voz"

- Ora, seu, eu preciso ajudar a minha filha a conhecer o DJ dessa festa e...

- Esse monstrinho... é tua filha?

- É, desgraçado!

- Mãe...

- Julieta Cristina, não me segure, fica na tua, eu não vou deixar que um qualquer faça piadinhas só porque tu está um lixo humano e...

- Obrigada, mas...

- Mas nada, Juju. E tu, seu idiota! Minha filha ama aquele cara, e vou provar que meu frufruzinho é linda e que ele ainda vai cair aos pés dela.

- MANHÊ! CHEGA!

- Sai daqui, bocaberta. E quanto a ti, Julieta, não te ajudo mais a se encontrar com o amor da tua vida.

- Não te preocupa, tu acabou de espantá-lo.

Você quer dizer que...

- Sim, o cara que levou de ti as cinco bolsadas nas costas era ele.

- Ai, filha.

- Vamos tentar não ter pena de mim? Já estou mal o suficiente.

- Vamos trocar nossas roupas, vou embora.

- Jura? Ta falando sério?

- Já te fiz mal que chega.

- Tu é a pior mãe mais legal do mundo.

- Divirta-se Juju, e juízo. Só mais uma coisa... como é o nome dele?

- Joelmir.

- Mereceu o chute na canela.

0 comentários: