9 de dez de 2010

Miopia Carnavalesca

"Nem dá pra acreditar que minhas pseudo-férias já acabaram. A única coisa que fiz foi assistir BBB e cuidar do abostado do meu irmão. Aquele maldito estágio me mata. Sem décimo terceiro, sem férias, é pra frustrar qualquer ser humano em transição para o mercado de trabalho. Apesar de tudo, o carnaval foi interessante. Muito interessante, eu diria. Tudo bem que amor de carnaval não deve ser levado a sério, mas aquele sorriso... Nossa Senhora da bicicletinha, daí-me equilíbrio pra não enlouquecer. Quer sorriso!!! Ai, morri..."

"Ele só pode ser gay, não é possível que exista um cara tão perfeito pra mim e, o melhor, com nome normal: Mário. Chega a ser mágico.
Mário. Aiii que coisa fofa!".

- Jujuuuuuuuuuuuu. Não esquece da tua aula, tu vai se atrasar.

Sempre tem uma mãe..."

Não vou me atrasar e jamais esqueço quando o inferno bate na minha porta, não se preocupe... mãe!

Por que ela insiste em me deixar de mau-humor? Saco. Mas e o Mário? Que coisinha, me fez até esquecer o Enetermos. Aliás, Enetermos superou todas as minhas expectativas em relacionamento. Óbvio que o nome foi a primeira coisa que me fez achar que ele fosse o amor da minha vida".

É, eu fui feliz ao lado de um cara que se chama Enetermos, e eu gostei dessa mala. Pronto, passou. Não tinha como continuarmos juntos. Jamais aceitaria ter um filho com nome de Pedeferimento. Nem morta."

Brr.. brr.. brr...

"Meu celular ta vibrando em algum lugar"

Brr... brr.. brr.

- Sinfoniaaa, devolve isso... Aaaaah, olha o que tu fez com meu celular! Agora ta babado de cachorro... cadela.. ah, ta babaaadoo.. Que noooojo.. odeio.

"Odeio número desconhecido também"

- Alô?!

- Oi.

- Quem ta falando?

- Já esqueceu de mim?

- Olha, eu nunca lembro de quem eu não conheço.

- Teu carnaval foi tão ruim assim? Que tal um vinho pra acalmar?

- Mário? É você? ("Me sinto idiota neste momento")

- Parabéns, você acabou de ganhar um gambá morto.

- Ah! Só o vinho já me basta. Mas como conseguiu meu número?

- Um amigão meu disse que te conhecia quando comentei de você.

- Andou falando de mim?

- Bem, mas falei.

- Hmm, e posso saber quem é o amigo?

- Você morreria rindo se soubesse o nome dele.

- Se ele tem meu telefone, acho que é bem possível que eu também o conheça...

- É verdade!

- Então diga, não sou preconceituosa quanto a nomes.

- Bem, ele se chama Enetermos.

- Você... tu.. er... tipo... Vocês se conhecem?

- Nossa! Parece que não gosta dele.

- Gosto sim, mas... Vocês?!?!

- É, ele é meu melhor amigo só...

- Mário, tenho que ir pra aula. Adorei que meu ligou, mas preciso ir... beijo.

"Nããão! Não dá pra acreditar que é o mesmo Mário que o Ene queria tanto que eu conhecesse. Aliás, agora conheço, e conheço bem mais que o Ene imagina. Ou agora, sabe. Tentativa de reatar namoro abortada. CUPIDO VESGO!” "

- Julieeeta! Teu ônibus passa daqui a pouco. Já ta pronta?

- Tchau mãe, to indo.

"Preciso de férias, definitivamente"

0 comentários: