3 de jan de 2011

Pô, seu guarda!

Xi-ri-gui-dum, que saudade do meu bofe... Esse período de provas na faculdade acaba com o meu tempo, e ficar mais de cinco dias sem ver o Mário é muito mais do que meu coração aguenta. Ainda bem que ele mora aqui perto da clínica, assim eu posso sair do trabalho e dar um beijinho nele, antes de ir pra casa enfiar o nariz nos livros. Droga, ninguém vai arrumar essa calçada? Todo dia eu tropeço nessa pedra! Tá, chega, vou atalhar pelo beco. Ai que meda, tá escuro! Ontem eu passei aqui na frente e tinha uma luz ace...

- Cala a boca e passa a bolsa!

- Calar a boca como, se eu tava quieta?

- Cala a boca mocréia. Me dá a bolsa e o celular!

- O quê? Minha bolsa lindamente falsificada que ganhei da mãe de Natal? Nem a pau, Juvenal!

- Como é que tu sabe meu nome? Não olha pra minha cara, piriguete, e passa a bolsa!

- Ó aqui, piriguete e mocréia são a pu...

- Polícia, solta a moça!

Aaaaaiiiiiiiiiiii! Legal, agora o fedorento tá com a mão nojenta na minha boca, me encoxando, e eu tô entre ele e a polícia. Porque eu não escuto a vó Taurina? “Guria, não anda sozinha em rua escura”. Bem feito, Julieta Cristina.

- Tu tá cercado, meliante. Solta a moça e te entrega.

- Como é que eu tô cercado se isso aqui é um beco? Sai da frente senão eu atiro na gordinha aqui. Ô guria, vai morder a mão da pu...

Nojooo! Não acredito que mordi a mão sebosa desse cara!

- Aqui ó, gordinha é a mãe! Me larga ou tu vai ser enquadrado como ladrão. E não me agride, olha a Maria da Penha!

- Maria da Penha é o cacete! Me dá a bolsa ou eu bato em ti, na polícia e nessa Maria da Penha aí. Onde tá essa?

- Peraê. Tu tá me ameaçando com um pirulito no bolso?

- Claro que não, gorda! Tô armado, não tá ve... aaaaiiiiiiiiii!

Ah, te catar. Me assaltar tudo bem, mas me chamar de gorda e com um pirulito no bolso?

- Que coragem, hein moça? Belo gancho de esquerda, a senhorita treina boxe?

- Não, seu guarda. Eu tenho um irmão mais novo...

- Ah, perfeitamente. A senhorita gostaria de registrar queixa? Seria um prazer acompanhar uma moça tão bela até a delegacia.

Puta merda. Não me bastasse o fedorento me encoxando, agora um Pedro Paulo de bigode me cantando?

- Eu vou, seu guarda. Só tô ligando pro meu namorado ir comigo... Eita, olha ele passando ali!

- Mário, tô aqui!

- Cris, eu tava preocupado, o que houve? Tio Vespúcio, quanto tempo que eu não te via!

Meu São Tomé das Letras, será que só o Mário tem nome comum nessa família?

0 comentários: