24 de jan de 2011

Juju em um breve momento

“Quando eu conto as coisas que acontecem comigo as pessoas pensam que é mentira, brincadeira e que estou tentando ser engraçada. Na maioria das vezes eu não acho graça alguma. Não achei engraçado saber que uma bergamota que perdeu a briga para a gravidade se suicidou no meu ombro quando eu estava passando pela árvore. Tem noção do cheiro? Agora tenho que ficar lavando essa imundice que manchou minha camiseta do Kiss. Ah inferno”

- Julieeeeeeeeeeeeeetaaaaaaaaaaaa ta ta ta, você tem cara de bocaberta ta ta

- Falando em inferno... o que tu quer, Paulo Afonso?

- Tenho um amigo meu que é alienígena. Veio de um planeta lá com o nome estranho que não lembro.

- Não, guri. Essa é a tua história, não confunda as coisas.

- Mana, eu to falando sério.

- Eu também, seríssimo. A mãe te achou dentro de uma abóbora, tu era verde e tinha antenas, gastamos milhões pra te deixar parecido com humanos, mas não tivemos muito êxito. E somos classe média agora por tua causa.

- Manhêêêêê

“Tem dias que não to com paciência, mas meu irmão consegue ao menos mexer com a minha criatividade. Não consigo ter pena, puta que o pariu, viu?! Ele sabe me azucrinar. Os irmãos dos outros são sempre mais legais. Só o Paulo Afonso discorda, tenho certeza.”

0 comentários: