6 de jan de 2011

Gramática

- Bom dia. Aqui é o Anacoluto, quem fala por favor?

- Anacoluto? Aqui é a Antonomásia. Ah, vai te catar, isso são horas de passar trote gramatical?

Puta merda. Cinco e meia da manhã, primeira vez que o Mário dorme aqui em casa e o telefone nos acorda? Saco.

- Quem era, amor?

- Desculpa te acordar, paixão. Era um doido se dizendo figura de linguagem...

- Anacoluto?

- É... Por quê?

- Cris, é o tio Anacoluto, que vai levar a gente pra praia!

- Ai meu Zeus, eu esqueci! Desculpa, mas vamos combinar que o nome dele não é muito usual... E a ligação me pegou de surpresa, eu tava dormindo tão gostoso!

- Isso me dá ideias! O que tu acha de a gente...

Triiiiiimmmmmmm

- Alô?

- Oi, aqui é a Eujácia, o Mário tá por aí?

- Bom dia, Dona Eujácia. É a Cris.

- Oi lindinha! Vocês já estão prontos? O Tuto ligou há pouco, mas acho que se enganou, pois me disse que alguém muito grosseiro atendeu.

- Capaz tia! Aqui o telefone não tocou...Bem, dá 10 minutos que a gente tá no jeito!

- Certo fofinha, já nos vemos!

Ufa, ainda bem que fiz as malas ontem. Ai, xiriguidum, depois de uma noite perfeita vem um findi na praia com o meu amor, que delírio!

- Bom dia, meninos! A mim, você pode chamar tio Anacoluto, combinado Julieta Cristina?

- Certo, tio Anacoluto. E que belo anacoluto o senhor construiu na frase, hein?

- Grande menina! Garanto: gostas de gramática.

- Verdade, gosto sim. Agora deixemos de aliterações e vamos à praia?

- Chega de papo, vocês dois: já passei filtro solar e quero tomar um torrão até o meio dia, já pro carro!

- Isso mesmo, tia Eujácia. Tô tri nas pilha de pegar umas ondinha.

- Assassino! Não destrate assim o pai Aurélio!

- Calma, tio Anacoluto, estou apenas parafraseando um surfista amigo meu, é brincadeira!

- Ufa. Então está certo. Sem mais onomatopéias, todos pra dentro do vumvum!

Ai meus sais. Isso vai ser engraçado. Espero...

- Achei que era em Tramandaí, tio... Pra que praia a gente vai?

- Julieta Cristina, isso foi quase uma alit...

- Chega, eu falei! Cris, a gente vai pro Cassino, o Euclides gosta de espaço.

- Euclides? Esse eu não conheço, tia Eujácia.

- É o nosso cachorro, querida. Ele é um pouco grande, por isso a gente deixa ele na casa da praia, tem mais espaço.

- É, não se pode negar que ele tenha espaço no Cassino...

- Bom, chegamos.

Pelamordedeus! Isso é uma casa de praia? Parece um hotel-fazenda com faixa litorânea! Ó só, tem até um bezerro ali na varanda! Ele tá vindo pra cá. Credo, como corre!

- Socoooooooorrooooooooooooooooooo!!!

- Euclides, junto!

- Alguém anotou a placa? Uma jamanta me atropelou.

- Bela metonímia, Julieta Cristina. Este é o Euclides, nosso dog alemão. É um belo cão, não é? Vem, garoto.

- Bonito sim, tio Anacoluto. E um belo desenhista, olha que beleza de arte ele fez com as patas na minha blusinha branca...

- Ora, esta menina está se revelando uma grata surpresa! Acertou na ironia!

- Pois tu vês, tio, nem foi intencional. Eu devia estar acostumada, a Sinfonia não é muito diferente. Esses cuscos são a antítese do “cão de estimação”... Tá, vou me trocar, vamos dar uma volta na praia, Mário?

Feitoria. Biquininho novo, chinelinho combinando, bloqueador solar...

- Tia Eujácia, passa protetor solar nas minhas costas?

- Claro querida, chega aqui. Vou usar o meu, tá?

- Mááááário, tá pronto?

- Querida, o Mário foi na frente com o Anacoluto, pediu pra você encontrá-los na praia.

Ai, ai, que maravilha... Tá, né, fazer o quê... Aiiiii, e chega de eufemismos, prosopopéias e catacreses. E que vá se catar o português correto. Droga, cadê esse povo? Já tô caminhando há uma hora e meia e nada deles. Legal, né? Pedem pra gente se encontrar na praia... será que alguém lembrou que a gente tá na praia do Cassino, a maior do mundo? Onde tá o Google Earth quando a gente precisa dele? Pera... Google Earth... Eu deveria procurar pelo bezerro, digo, cachorro. Como é mesmo o nome? Pleonasmo? Não, merda, é nome de gente, de algum livro daqueles que obrigam a gente a ler no colégio... Escobar? Não, esse é o corno da Capitu. Eurípedes? Não, essa é a mulher do Orfeu. Ai, o Tony Garrido... Volta, Cris, a hora do recreio é depois! Como é o nome daquele potro? Demóstenes? Não, esse é meu ex. Bela fonte de nomes esquisitos, a minha lista de ex. Só o Mário se salva, mas a família dele tem cada obra! Droga, não viaja guria, como é o nome do cusco? É com E. Eustáquio? Ermenegildo? Euzébio? Ercílio?

- Euclides, não!

Isso! Euclides! Aaaaaaaaaaaaaiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!

- Alguém anotou a placa? Acho que uma jaman... Aaaaaiiiiii que dor nas costas!

- Amor, tá tudo bem?

- Morri e tô no céu, mas com as costas no inferno. O que houve, Mário?

- O Euclides te achou na praia, pulou em ti e te derrubou. Tu bateu a cabeça numa planonda e desmaiou. Só não sei porque tu passou protetor solar no corpo todo menos nas costas, tem até bolhas de tanta queimadura!

- Eu passei sim! Na verdade, a tia Eujácia passou o dela...

- Tia Eujácia???? Ela só usa óleo de côco!!

- O que mais pode acontecer, pelamordedeus?

- Jujuuuuuuuuuuuuuuuu!!

- Ai não. O Paulo Afonso nãooooooooooooo!!!!!

0 comentários: